COMPARTILHE:

Em algumas fases da vida, imprevistos financeiros podem acontecer, mas nem sempre estamos preparados para arcar com as despesas.

Caso você tenha um imóvel, sabia que existe uma maneira de pedir um empréstimo com os juros mais baixos do mercado no banco e utilizá-lo como garantia?

Esse serviço é conhecido como refinanciamento de imóvel, e hoje vamos explicar um pouco sobre ele aqui no blog da bem-te-vi.

Como funciona o refinanciamento de imóvel?

Vamos imaginar uma seguinte situação: o jovem Benjamin quer abrir o seu próprio negócio, mas não tem o dinheiro suficiente para arcar com esse investimento que exige um alto valor.

Benjamin então tem uma ideia. Decide procurar o seu banco e solicitar um empréstimo, mas assim que conversa com o gerente, percebe que os juros estão muito altos e as parcelas não possuem os prazos que ele gostaria.

Como ele tem uma casa em seu nome, Benjamin então solicita umrefinanciamento de imóvel, ou seja, o banco irá emprestá-lo um valor de mais ou menos 50% da sua casa, que Benjamin poderá pagar em prestações de 3 a 20 anos.

Atenção: o refinanciamento de imóvel não pode comprometer mais do que 30% da sua renda líquida, além disso, sua casa será usada como garantia caso você não consiga arcar com a despesa. É por isso que as taxas de juros são bem menores do que as de um empréstimo convencional, podendo ser de 1% ao mês.

Como eu posso fazer o refinanciamento imobiliário?

O primeiro passo é ter um imóvel no seu nome, quitado e livre de qualquer pendência com a justiça.

Se você estiver com tudo regularizado, o segundo passo é procurar uma instituição financeira e solicitar uma simulação.

O prazo para receber o dinheiro varia entre 1 e 2 meses, principalmente porque o banco irá fazer uma avaliação do seu bem.

Importante saber: pessoas negativadas também podem fazer um refinanciamento de imóvel, mas por esse motivo terão que arcar com taxas de juros maiores.

Uma ponto positivo desse tipo de empréstimo é que durante o período do refinanciamento, você poderá continuar usufruindo do seu imóvel, mas lembre-se ele é a garantia de pagamento, ok?

Quais documentos eu preciso para refinanciar um imóvel?

Assim que fizer a simulação, vá até a instituição financeira que foi mais vantajosa para você e o seu bolso portando os seguintes documentos:

  • CPF
  • RG
  • Comprovante de residência
  • Comprovante de renda
  • Matrícula do imóvel

E o Seguro Habitacional, precisa?

Nessas horas, é preciso ficar bem atento, afinal, mesmo com juros baixos, muitas vezes os bancos sugerem suas próprias corretoras com taxas muito mais altas.

Se você está pensando em fazer um refinanciamento de imóvel, conte com o Seguro Habitacional da bem-te-vi, uma startup dedicada a levar valores muito mais justos do que o mercado oferece.

Para simular um Seguro Habitacional com a gente, conheça nossa Calculadora do Beme descubra o quanto você vai poder economizar voando ao nosso lado!

Artigos relacionados

Serviços Financeiros

Como refinanciar um imóvel já financiado?

Serviços Financeiros

Você sabe como funciona o financiamento imobiliário?

COMPARTILHE:

Em algumas fases da vida, imprevistos financeiros podem acontecer, mas nem sempre estamos preparados para arcar com as despesas.

Caso você tenha um imóvel, sabia que existe uma maneira de pedir um empréstimo com os juros mais baixos do mercado no banco e utilizá-lo como garantia?

Esse serviço é conhecido como refinanciamento de imóvel, e hoje vamos explicar um pouco sobre ele aqui no blog da bem-te-vi.

Como funciona o refinanciamento de imóvel?

Vamos imaginar uma seguinte situação: o jovem Benjamin quer abrir o seu próprio negócio, mas não tem o dinheiro suficiente para arcar com esse investimento que exige um alto valor.

Benjamin então tem uma ideia. Decide procurar o seu banco e solicitar um empréstimo, mas assim que conversa com o gerente, percebe que os juros estão muito altos e as parcelas não possuem os prazos que ele gostaria.

Como ele tem uma casa em seu nome, Benjamin então solicita umrefinanciamento de imóvel, ou seja, o banco irá emprestá-lo um valor de mais ou menos 50% da sua casa, que Benjamin poderá pagar em prestações de 3 a 20 anos.

Atenção: o refinanciamento de imóvel não pode comprometer mais do que 30% da sua renda líquida, além disso, sua casa será usada como garantia caso você não consiga arcar com a despesa. É por isso que as taxas de juros são bem menores do que as de um empréstimo convencional, podendo ser de 1% ao mês.

Como eu posso fazer o refinanciamento imobiliário?

O primeiro passo é ter um imóvel no seu nome, quitado e livre de qualquer pendência com a justiça.

Se você estiver com tudo regularizado, o segundo passo é procurar uma instituição financeira e solicitar uma simulação.

O prazo para receber o dinheiro varia entre 1 e 2 meses, principalmente porque o banco irá fazer uma avaliação do seu bem.

Importante saber: pessoas negativadas também podem fazer um refinanciamento de imóvel, mas por esse motivo terão que arcar com taxas de juros maiores.

Uma ponto positivo desse tipo de empréstimo é que durante o período do refinanciamento, você poderá continuar usufruindo do seu imóvel, mas lembre-se ele é a garantia de pagamento, ok?

Quais documentos eu preciso para refinanciar um imóvel?

Assim que fizer a simulação, vá até a instituição financeira que foi mais vantajosa para você e o seu bolso portando os seguintes documentos:

  • CPF
  • RG
  • Comprovante de residência
  • Comprovante de renda
  • Matrícula do imóvel

E o Seguro Habitacional, precisa?

Nessas horas, é preciso ficar bem atento, afinal, mesmo com juros baixos, muitas vezes os bancos sugerem suas próprias corretoras com taxas muito mais altas.

Se você está pensando em fazer um refinanciamento de imóvel, conte com o Seguro Habitacional da bem-te-vi, uma startup dedicada a levar valores muito mais justos do que o mercado oferece.

Para simular um Seguro Habitacional com a gente, conheça nossa Calculadora do Beme descubra o quanto você vai poder economizar voando ao nosso lado!

Artigos relacionados

Serviços Financeiros

Como refinanciar um imóvel já financiado?

Serviços Financeiros

Você sabe como funciona o financiamento imobiliário?